As estratégias de Sobral, no Ceará, para uma alfabetização de qualidade

11 de outubro de 2019

Fortalecimento das ações pedagógicas, valorização do professor e continuidade de políticas com foco em aprendizagem foram fundamentais para mudar a realidade do município


O município de Sobral, no interior do estado do Ceará, tem a melhor rede de educação básica pública do país, comprovado pelo principal indicador nacional de qualidade. Desde a criação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), em 2007, consegue bons resultados, e na última avaliação, alcançou 9,1 nos anos iniciais do fundamental, média muito acima da nacional (5,6).

O desempenho da rede de 63 escolas municipais e mais de 33 mil alunos é fruto de uma decisão política, que elegeu a alfabetização como prioridade, como descreve o dirigente municipal de Educação de Sobral (CE), Herbert Lima, em entrevista ao Portal Conviva Educação:

“A política educacional de Sobral (CE) nasce de uma decisão da gestão pública municipal tomada há mais de 23 anos e que decidiu chamar a responsabilidade de uma educação pública de qualidade. A alfabetização começou como prioridade, mas depois ampliamos para outras vertentes, como a formação de professores e o desenvolvimento de materiais didáticos. O foco é a garantia de que as crianças avancem na série correta de fato dominando a leitura e a escrita.”

 

 

Assim, o investimento, a continuidade das políticas públicas de alfabetização em Sobral e a cooperação entre municípios e governo do estado são fundamentais para as conquistas da rede ano a ano.

 

Uma longa caminhada

Os ventos de Sobral (CE) começaram a mudar no início dos anos 2000, quando a Prefeitura fez um profundo levantamento sobre a educação pública ofertada e descobriu que além da infraestrutura precária e da má formação dos professores, os estudantes avançavam nos anos escolares sem saber ler e escrever.

Assim surgiu o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic) – que depois se ampliou para todo o estado do Ceará e inspirou o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) – com uma série de estratégias com foco na aprendizagem desde os primeiros anos escolares.

“Sobral olha com muito zelo para a primeira infância. Na última década, houve uma ampliação das matrículas da educação infantil. Hoje, conseguimos atender 50% das crianças de 0 a 3 anos na creche. Na pré-escola, atendemos 100% das nossas crianças. Mas não basta só acesso, por isso, focamos também na aprendizagem e na formação de professores”, explica Ticiane Maria de Souza Silva, diretora de um Centro de Educação Infantil e membro do Conselho de Educação de Sobral (CE).

Durante o 3º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, ela listou algumas estratégias de alfabetização em Sobral que ajudaram a rede a se consolidar como referência. Confira a seguir:

 

Transparência e apoio na gestão escolar

Os diretores e coordenadores passam por um longo processo de seleção pública, que aponta se o candidato tem condições de assumir a gestão municipal. No cargo, os gestores contam com o apoio periódico de uma Tutoria Pedagógica realizada pela Secretaria de Educação, que designa um profissional para participar de planejamentos, visitas à escola, além de refletir junto ao diretor como é o cotidiano, sempre com foco em consolidar processos de aprendizagem das crianças.

 

Fortalecimento da ação pedagógica

O planejamento constante do trabalho a ser desenvolvido em sala de aula, a reflexão sobre a prática e o compartilhamento de ideias e ferramentas que ajudam a desenvolver competências dos estudantes fazem parte da rotina dos professores de Sobral (CE). Cada escola tem autonomia para construí-la da melhor forma e o professor tem apoio para focar no pedagógico. “Isso o ajuda a ter um olhar que transforma todos os momentos em ricas oportunidades de aprendizagem no âmbito da alfabetização”.

 

Valorização do Magistério

O reconhecimento público do trabalho do professor é uma das prioridades do município, que trabalha com gratificações e premiações constantes para educadores a partir dos resultados de aprendizagem alcançados. Além disso, Sobral (CE) conta com uma escola de formação continuada, a ESFAPEGE, que prioriza o diálogo entre teoria e sala de aula.

 

Acompanhamento constante

A Secretaria Municipal de Educação conta com a Casa da Avaliação Externa, que avalia o desempenho dos estudantes duas vezes por ano. No final de cada semestre, os estudantes do 1º ao 9º ano passam por uma avaliação da aprendizagem nos conteúdos de Português e Matemática, baseada na Prova Brasil. Para os estudantes do 1º e do 2º ano, há também um teste oral que mede a velocidade, precisão, ritmo e entonação de leitura.

 

Incentivo ao envolvimento familiar

A família é parte essencial de qualquer projeto de educação de qualidade. Dentre as estratégias de estimular a participação familiar na escola, gestores monitoram a frequência dos estudantes e, quando detectam um problema, vão pessoalmente até as casas das famílias para entender a situação.

 

Aprendizagem significativa

Desde cedo, as crianças de Sobral (CE) são inseridas ao universo da leitura e da escrita de maneira significativa e prazerosa, que passa pela autonomia do estudante, como aponta Daiane Rodrigues, professora do Centro de Educação Infantil Dolores Lustosa. “Buscamos sempre colocar o aluno como protagonista. A gente pensa em estratégias para fazer com que ele tenha autonomia para escolher quais atividades realizar e como elas serão feitas”.

Quer conhecer mais sobre o trabalho realizado em Sobral (CE)? Todos os meses, a Secretaria Municipal de Educação promove seminários para detalhar as políticas educacionais e discutir questões que aparecem na prática pedagógica. Acesse o calendário e as inscrições dos próximos eventos.



Deixe uma resposta aqui