As tendências de voluntariado para 2020

13 de janeiro de 2020

Confira os temas mais promissores do ano e inspire-se para se engajar em um trabalho voluntário!


Começar algo faz parte da tradicional lista de desejos de Ano Novo. E os primeiros meses do ano são justamente os melhores para colocar em prática a vontade de engatar um trabalho voluntário, já que se animo está aflorado e muitas ONGs estão se estruturando. Saber as tendências de voluntariado para 2020 pode orientar a busca em fazer mais pelo próximo.

Uma das principais dicas é escolher as causas que quer defender e procurar por instituições que levantam as mesmas bandeiras em que você acredita. É também fundamental entender como encaixar o voluntariado na rotina, com um levantamento realista de quanto tempo você terá disponível para essa atividade.

“Existe uma infinidade de possibilidades e espaços de atuação, basta procurar. Muitas vezes você acaba criando um futuro diferente para o seu ano, que nem imaginava, a partir de uma atividade de voluntariado”, orienta Gabriel Nardelli, gerente de projetos da Atados, plataforma que conecta pessoas a oportunidades em diferentes causas sociais.

E se você ainda não escolheu uma área de atuação, as principais tendências de voluntariado para 2020 vão trazer inspiração! Confira:

 

Ações transformadoras

Estão em alta organizações que trabalham para ir além do conceito assistencialista ou de tutela de um determinado público. Promover o caráter emancipatório do voluntariado é fortalecer a ideia de construir coisas para e junto com a comunidade. Em 2020, uma das tendências do voluntariado é o aumento de ações transformadoras de alto impacto, como programas de voluntariado empresarial, que mobilizam um grande número de colaboradores nas empresas e beneficiam diversas associações.

 

Iniciativas informais

Tem uma praça no seu bairro deteriorada? Um muro precisando de reparo? Um pequeno comerciante que você conhece precisa de uma consultoria de gestão? Tome a iniciativa e coloque a mão na massa!

O voluntariado informal, ou seja, realizado por pessoas sem intermédio de grandes empresas, tende a crescer, uma vez que as pessoas estão cada vez mais conectadas. A vantagem é que esse tipo de trabalho é geralmente realizado na própria comunidade na qual vive o voluntário, o que ajuda a fortalecer laços com as pessoas do entorno.

 

Educação

O voluntariado em escolas ou com causas relacionadas à educação de forma geral é um dos mais procurados na plataforma da Atados, segundo Gabriel Nardelli, seguido pelo trabalho que tem como foco com crianças e jovens.

Dentre os tipos de ações possíveis, destacam-se o trabalho de professor voluntário nas mais diversas áreas e modalidades, monitoria e recreação ou contadores de histórias.

“Para além do fato de ter muitas instituições e ONGs dedicadas ao assunto, muitas pessoas que procuram voluntariado ligado à educação estão em busca de desenvolvimento pessoal através do contato com outras áreas para além da sua atuação profissional, do contato com estudantes e de uma experiência em sala de aula”, relata Gabriel.

 

Empreendedorismo e educação financeira

São dois temas que também estarão em alta ao longo do ano e atuar nessa tendência de voluntariado pode ainda valer como crescimento pessoal e experiência para a carreira. Profissionais que trabalham com administração, marketing ou comunicação encontram espaços para ajudar em projetos de empreendedorismo social, especialmente para agregar conhecimento a empreendedores que estão começando a jornada.

 

Meio ambiente

O tema que já era uma urgência em 2019 ganha força em 2020, especialmente depois de uma sequência de tragédias ambientais, como o rompimento da barragem de Brumadinho (MG), o derramamento de óleo no litoral do Nordeste, as queimadas na Amazônia e, mais recentemente, os incêndios na Austrália.

“Mesmo que o problema não seja no Brasil, os relatos de tragédias ambientais aumentam o engajamento com a causa e as pessoas se envolvem em projetos que buscam melhorias em médio e longo prazo”, define Gabriel. Além disso, temas como mudança climática e aquecimento global estarão cada vez mais sendo debatidos.

 

Voluntariado em cenários de imigração

“O voluntariado em cenário de migração é uma urgência. O último relatório da ONU sobre voluntariado no mundo fala muito sobre comunidades resilientes, que é justamente a força das pessoas em sua localidade para ajudar a superar crises ambientais e sociais”, descreve Bruno Barcelos Morais, especialista em Voluntariado Corporativo, no podcast V2V Cast – Tendências do Voluntariado Empresarial.

Para quem tem interesse em trabalhar com a temática dos Direitos Humanos, muitas ONGs e instituições sociais se dedicam à integração na sociedade de refugiados e pessoas em áreas de conflito. Alguns exemplos são a Adus, Abraço Cultural e Caritas.

 

Voluntariado digital

Tendência principalmente por causa da flexibilidade que oferece, este tipo de voluntariado possibilita que pessoas utilizem tecnologias digitais para concretizar a participação cidadã. São muitas as organizações que oferecem vagas à distância, como criação de website, comunicação e gerenciamento de mídias sociais e planejamento de marketing.

“Também é tendência plataformas digitais que facilitam a busca por vagas de voluntariado e estreitam o contato entre as pessoas que têm interesse pelo tema. Tanto é que muitas empresas que têm programas de voluntariado corporativo começam a criar suas próprias plataformas”, complementa Gabriel Nardelli.



Deixe uma resposta aqui