Campanha de Natal mobiliza mais de 1.400 voluntários

30 de janeiro de 2018
campanha natal ftv

Em 2017, a ação da Fundação Telefônica Vivo beneficiou crianças e idosos de 14 cidades do país 

Para os voluntários Telefônica Vivo, a Campanha de Natal começa meses antes de dezembro, quando já se inicia a mobilização para a data. A antecedência é justificada pela alta complexidade da ação: em 2017, foram beneficiadas 2.789 pessoas e mobilizados 1.444 voluntários.

Zacarias Andrade de Jesus, Gerente de Relacionamento de pós-Venda, foi um dos membros do Comitê de São Paulo. Ele participou da campanha que mobilizou a arrecadação de 80 sacolinhas, com roupas e brinquedos, distribuídas em duas instituições do Estado.

“Essa experiência transforma. A verdade é que o voluntário é quem mais recebe. Você melhora muito como ser humano. Às vezes a gente não dá valor para o que tem e, quando participa, percebe o quanto reclama da vida sem necessidade. Eu não gostaria que houvesse essa diferença social, mas eu me dedico bastante para ajudar. Sei que muitas pessoas esperam esse dia chegar para ter um pouco de alegria”, disse.

Organização

Dezenas de Sacolas com doações de voluntários da fundação telefônica vivo no chão para triagem

A ação de adoção de sacolinhas exige uma organização meticulosa. Existe um cadastro para cada criança e idoso beneficiados. As sacolinhas vêm acompanhadas do nome, idade e tamanho de roupa do beneficiado, além de uma foto.

Quando a ação ocorre em comunidades, o cadastro é realizado pelo líder comunitário. Os voluntários organizam planilhas e as sacolas são divididas na empresa. Os responsáveis podem distribuí-las aos colegas de trabalho e também familiares. Em São Paulo, por exemplo, onde o volume de doações é muito grande, no dia da entrega o material é levado por um caminhão. No local, é montada uma estrutura de distribuição  que inclui carrinhos de comida, como cachorro quente.

A distribuição das sacolinhas aos doadores começa em outubro e a entrega, em dezembro. No último ano, as atividades ocorreram nas cidades de Belém (PA), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Rio Branco (AC), Recife (PE) e em quatro cidades paulistas: Santos, São José do Rio Preto, Campinas, São Paulo e Guarulhos.

A ação ocorreu em dez estados e quinze comitês. Foram beneficiadas 16 instituições e comunidades.

Leia também:



Deixe uma resposta aqui