Como podemos usar a internet de uma forma mais responsável?

25 de junho de 2018

Conheça a plataforma brasileira Dialogando, que disponibiliza conteúdo diverso sobre o universo digital

Imagem mostra a palavra Dialogando, nome da plataforma que disponibiliza conteúdo diverso sobre o universo digital

Conexão é uma das palavras chave da era digital. Atenta a esta realidade que está em constante movimento, a plataforma Dialogando tem como objetivo debater o próprio papel da tecnologia e seu uso responsável na internet. O portal reúne conteúdos relacionados aos mais diversos temas ligados à utilização da tecnologia e seus impactos na vida das pessoas, estimulando o diálogo e a reflexão na sociedade sobre os recursos e serviços conectados.

Organizados em cinco editorias com eixos definidos – Sustentabilidade, Inovação, Comportamento, Segurança e Educação – os assuntos tratados no Dialogando abordam temas, de acordo com as tendências mais atuais.

Quer saber, por exemplo, como sua avó ou seu filho estão usando a internet? Ou então, quais as principais dicas para não acreditar em uma fakenews? Já precisou de uma forcinha para superar um relacionamento? No Dialogando você encontra respostas para essas e muitas outras questões.

O projeto teve início em 2001, quando a popularização da internet e, principalmente, dos celulares acendeu um sinal de alerta na vida das pessoas. Neste momento, aumentou a preocupação sobre o bom uso da tecnologia.

Com o desenvolvimento das telecomunicações no país e o rápido processo de inclusão digital por qual passamos, o projeto se reestruturou, usando como principal estratégia o oferecimento de conteúdos sobre novas tecnologias.

“A Telefônica Brasil enxerga o tema pelo aspecto do potencial positivo da tecnologia na vida das pessoas, desde que usada de maneira adequada e segura para melhorar a experiência dos usuários”, afirma a responsável pela gestão da plataforma, Fabiane Papini Gomes.

 

Plataforma Dialogando

Além de ser dividido pelas editorias, o conteúdo da plataforma conta com uma equipe de curadores das mais diversas áreas ligadas à tecnologia, que acompanha todo o processo de produção de conteúdo do portal, garantido qualidade, fidelidade às informações, além de potencializar seu alcance a estudantes, educadores e amantes do universo digital.

Entre os parceiros curadores estão, assim como a Fundação Telefônica Vivo, a Recode, que usa a informática para transformação social de comunidades estimulando empreendimentos, educação e cidadania, e a Safernet, instituição especializada no combate de crimes e violações dos Direitos Humanos no ambiente online.

Esse acompanhamento visa também trazer atualizações constantes de referências e perspectivas diante das mudanças e descobertas no meio digital. Isso sem deixar a preocupação com a abordagem de lado, investindo em diversidade de opiniões como forma de enriquecer o debate.

A interface também foi pensada para atender às necessidades do usuário, apostando em uso de vídeos, imagens, integração com redes sociais e menus simples que facilitam a interação do público com a própria rede.

 

Imagem mostra mulher usando computador

 

Expansão e Reconhecimento

Em 2017 o projeto passou por um processo de expansão, lançando a plataforma em mais 14 países que fazem parte do Grupo Telefônica, tornando o Dialogando um dos principais canais de debate sobre o universo digital.

Recentemente, a plataforma foi mencionada pela revista espanhola, Actualidad Económica  como uma das 100 melhores ideias de 2017. No Brasil não foi diferente: o Dialogando foi considerado o Melhor Case de Mídia Digital Nacional e Região Sudeste pela Aberje, a Associação Brasileira de Comunicação Empresarial.

“O Dialogando está sempre presente nas discussões sobre uso responsável das tecnologias, permanecendo atento aos temas de maior efervescência na opinião pública”, acrescenta Fabiane Papini Gomes sobre as estratégias do projeto para promover frentes de debate. Já foram realizadas ações de mobilização como Maio Amarelo , Internet Segura, Dia Internacional da Mulher e Outubro Rosa.

Leia também:



Deixe uma resposta aqui