Conexão Amazônica vence o Global Mobile Awards de 2013

26 de fevereiro de 2013

O projeto Conexão Amazônica conquista uma importante etapa

O Conexão Amazônica – projeto de inclusão digital iniciado pela Fundação Telefônica Vivo e a Ericsson (NASDAQ: ERIC) – recebeu hoje, 26 de fevereiro, o prêmio Global Mobile Awards de 2013 de Melhor Produto, Iniciativa ou Serviço Móvel para Mercados Emergentes, durante o Mobile World Congress (MWC), maior feira de telecomunicações e dispositivos móveis do mundo, realizado em Barcelona.

Em 2009, a Vivo e a Ericsson – em colaboração com a agência não-governamental Saúde e Alegria – iniciou um projeto para possibilitar a comunicação e melhorar o acesso à saúde, à educação e ao crescimento econômico em uma parte remota do planeta. A tecnologia e a expertise na comunidade levou eventualmente à expansão das aplicações, aumentando o espírito de empreendedorismo e as chances de se obter um emprego. A primeira estação radiobase foi instalada na cidade de Belterra, no Pará. Conforme planejado, a estação radiobase levou inicialmente a 20 mil pessoas serviços de voz e dados 3G, em uma área que anteriormente não contava com conectividade móvel. Este fato em si já foi notável, mas os técnicos perceberam que algo inesperado estava acontecendo: o rio Tapajós, próximo do local, atuava como um espelho, aumentando a amplitude do sinal 3G. Isso permitiu que o barco-hospital Abaré, que navega pelo rio, se conectasse com banda larga em 2010.

Em 2011, a conectividade foi estendida para a comunidade de Suruacá, e o “Connect to Learn”, programa da Ericsson que leva educação baseada em nuvem para as escolas de ensino médio, foi lançado.

Françoise Trapenard, presidente da Fundação Telefônica Vivo, diz: “A região, que até a chegada do sinal da Vivo viveu os desafios do isolamento imposto pela geografia da região amazônica, é agora um lugar de pessoas conectadas A motivação original deste projeto teve como foco educação e saúde, a fim de proporcionar, através de novas tecnologias de conectividade, oportunidades de aprendizado para jovens ribeirinhos, e simplificar as atividades de assistência médica à população, realizadas a bordo do barco-hospital Abaré.”

Parabéns à todos os envolvidos nesta ação.

Esse post apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.



Deixe uma resposta aqui