Conheça plataformas que fazem programação de computadores ser uma brincadeira para crianças

12 de janeiro de 2017
Imagem mostra duas crianças na frente de dois computadores

A tecnologia está relacionada com praticamente tudo o que fazemos nos dias de hoje, e quando ensinada aos pequenos, pode trazer resultados surpreendentes

box_codestarsSteve Jobs (1955-2011), fundador da Apple, disse uma vez que todos os habitantes do mundo deveriam saber programar um computador porque essa atividade nos ensina a pensar. Hoje em dia, essa afirmação de Jobs faz cada vez mais sentido, pois saber ler e escrever códigos colabora para o desenvolvimento da criatividade, no aprimoramento do raciocínio lógico com foco na resolução de problemas, e no trabalho colaborativo — competências essenciais à vida no século XXI.

O pesquisador Mitch Resnick, do Laboratório de Mídia do MIT, sigla em inglês para Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, e criador do Scratch (linguagem de programação gráfica especialmente desenvolvida para crianças), destaca também a importância de ensinar às novas gerações não só a “ler” novas tecnologias, mas também a criá-las, provando que a linguagem está ao alcance de todos, e que sua democratização faz parte do futuro dos nativos digitais.

E a chave do conhecimento não está apenas nas mãos das instituições de ensino. O conceito de “faça você mesmo” foi ampliado na era digital e com poucos cliques é possível executar uma ideia de programação que antes parecia distante.

Pensando nisso, separamos algumas plataformas gratuitas que podem ajudar crianças e jovens a programarem sozinhos – ou com ajuda de pais e professores – desenvolvendo ideias próprias e expressando sua criatividade. Confira!

Programaê

Logo-ProgramaeDesenvolvido pela Fundação Telefônica Vivo em parceria com a Fundação Lemann, o Programaê é um portal agregador de ideias, com soluções e dicas que prometem aproximar a programação do cotidiano de jovens de todo o Brasil. A plataforma, completamente interativa, permite que o jovem ou professor escolham sua própria trilha de conhecimento, dentro das categorias web, aplicativos ou games.

O Programaê é também um dos organizadores da Hora do Código no Brasil, um movimento global criado pela Code.org, que incentiva pessoas que nunca tiveram contato com programação a praticar uma hora por dia, durante uma semana – realizando atividades sozinhas, em família ou com amigos.

SCRATCH

logo_scratchPensado originalmente para jovens de 8 a 16 anos, o Scratch é uma comunidade de aprendizagem criativa, usada em mais de 150 países. Nela é possível criar histórias, jogos e animações interativas e compartilhá-las com gente de todo mundo.

São mais de três milhões de projetos para se inspirar em uma grande variedade de contextos, nos quais estudantes aprendem em diversos níveis de ensino e múltiplas disciplinas. Para os professores, é possível trocar experiências, recursos e tirar dúvidas.

CODE COMBAT

logo_codecombatO CodeCombat é uma plataforma para estudantes aprenderem Ciências da Computação por meio de jogos. Os alunos escrevem os códigos e veem as mudanças em tempo real, resultando em um aprendizado cativante, motivador e divertido, focado na recompensa pelo esforço produtivo.

Os cursos foram pensados especificamente para o uso em sala de aula e não é necessário conhecimento prévio em linguagem técnica ou programação, uma vez que o site disponibiliza ferramentas para apoiar os educadores em diversos níveis.

CODE ACADEMY

logo_codeacademyO site oferece cursos práticos, do nível básico ao avançado, para aprender as linguagens de programação e marcação mais utilizadas, como Java Script, HTML, CSS, PHP e Python.

Ao abrir uma lição, é possível ter acesso a uma página com instruções para escrever suas próprias linhas de código, salvar e visualizar instantaneamente o resultado. À medida que as tarefas forem completadas, o usuário recebe pontos e medalhas como forma de incentivo.

CODE STUDIO

logo_codestudioO Code Studio conta com mais de 20 horas de atividades online e cursos do Code.org, voltados para crianças a partir dos quatro anos de idade. Em uma área chamada “Laboratório”, os jovens ainda podem colocar em prática tudo que aprenderam na teoria e conhecer o trabalho dos colegas.



Deixe uma resposta aqui