Desafio Inova Escola e o caminho para a inovação

30 de agosto de 2019

Mudar perspectivas e melhorar as práticas pedagógicassão objetivos do Desafio Inova Escola, que oferece uma trilha formativa aos educadores inscritos. Saiba mais sobre essa jornada de inovação!


O caminho para a inovação educativa começa com uma série de boas práticas apontadas e envolve a adoção de novas perspectivas na Educação. O Desafio Inova Escola propõe uma trilha formativa para alcançar essa transformação, oferecendo ferramentas e facilitando a jornada. Isso nos leva a pensar o que, afinal, define uma educação inovadora?

“Educação inovadora é conseguir ajudar a desenvolver o potencial de cada pessoa em todas as dimensões: cognitivas, socioemocionais, nos valores de um projeto de vida cada vez mais realizador”, define José Moran, professor e pesquisador de Metodologias Ativas e de Processos de Transformação da Educação.

Na prática, trata-se de uma aprendizagem personalizada com autonomia e autoria, mediada ou não por tecnologia, e que permite aprender em qualquer lugar, a qualquer hora, de diversas formas e por meio de múltiplas linguagens.

Com o intuito de investir nessa mudança de perspectiva sobre as realidades escolares, as trilhas formativas do Desafio Inova Escola são um incentivo, do primeiro passo à implementação.

“Os professores podem desenvolver aprendizagens que vão além de concorrer no Desafio”, acrescenta Márcia Padilha, consultora que ajudou a criar a trilha formativa do Desafio Inova Escola e diretora da Criamundi. “São ganhos e experimentações que vão ajudar cada escola e cada professor a implementar parte das abordagens e dos instrumentos contidos na trilha”.

 

Elementos de uma educação inovadora

Na experiência do especialista José Moran como educador, os elementos de uma educação inovadora envolvem três aspectos:
Filosofia e comunicação humanistas: educar em clima de acolhimento, confiança e coparticipação (gestores, professores, estudantes, famílias e organizações sociais). Tais características são fundamentais para implementar uma cultura inovadora dentro das escolas.

   1. Como se conecta com o Desafio? É justamente com esta finalidade que o Desafio propõe etapas para trabalhar em grupo ao longo da trilha formativa e abre espaço para que profissionais da educação, de todas as especialidades, participarem da construção de um Plano de Inovação.

   2. Metodologias ativas: É colocar em prática a aprendizagem criativa, abrangendo a todos. Envolve trabalhar com projetos ligados a propósito, pensar neles de forma personalizada e junto aos pares, ao mesmo tempo em que se promove uma integração com a família e a sociedade. Dessa forma é possível construir reais projetos de vida.

Como se conecta com o Desafio? Todos os elementos de metodologias ativas estão presentes ao longo da trilha. Há módulos específicos para trabalhar a criatividade, personalização do conteúdo, troca entre pares e construção de um plano que envolva não apenas os alunos, mas também a comunidade escolar.

   3. Metodologias como parte da transformação: envolve mudança da cultura (mindset), do currículo, adoção de novas metodologias, expansão de espaços, novas formas de avaliação, uso de tecnologias, construção de uma relação com a sociedade, formação docente e gestão.

Como se conecta com o Desafio? Além de desenvolver competências e disseminar conhecimento e incentivar o caminho para a inovação, a trilha foi projetada para oferecer ferramentas e instrumentos – inspiradas nas etapas do DesignThinking – que podem ser isoladamente incorporadas no dia a dia da escola, sem a necessidade de um planejamento de ação propriamente dito. Essa preocupação traduz o objetivo de mudar a maneira como o educador enxerga sua realidade a partir de recursos metodológicos.

 

Ganhos para as escolas

Segundo Márcia Padilha, além da participação do educador no Desafio Inova Escola, as aprendizagens da Trilha Formativa podem ser adaptadas para diversas situações vivenciadas na escola: “Esses quatro módulos oferecem um conjunto de recursos e dinâmicas coletivas que são um convite para a escola assumir posturas que incentivem o caminho para a inovação”.

Conforme uma escola passa a adotar essas práticas e aprende a trabalhar com esses recursos, eles serão incorporados de forma fluída no dia a dia, tornando o mesmo ambiente mais criativo e inclusivo.

Esta ideia é reforçada pelo professor José Moran, que acredita que o acesso gratuito ao material é o grande diferencial da iniciativa. Todos que finalizarem o caminho das trilhas formativas receberam as publicações Inova Escola e Viagem à Escola do Século XXI.

“É de importância capital que os professores tenham ofertas para experimentar todas as possibilidades de ensinar e aprender no seu próprio ritmo. Essa troca de experiências em rede potencializa a possibilidade de transformação de nossas escolas, nossos estudantes, famílias e sociedade”, encerra.



Deixe uma resposta aqui