Descubra ações voluntárias alinhadas aos 17 ODS da ONU

13 de fevereiro de 2020

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foram estabelecidos pela ONU para a construção de um mundo mais consciente. Conheça algumas ações voluntárias que podem contribuir com essas metas.


Você sabe o que são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)? Trata-se de 17 metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2015, voltadas para estratégias em prol da erradicação da pobreza, promoção da prosperidade e a preservação do meio ambiente. A ideia é engajar todos os países na transformação do mundo como o conhecemos.

Resultado do compromisso assumido com a Agenda 2030, discutida pelos países-membros em Assembleia Geral da ONU, a lista de ODS visa um desenvolvimento sustentável para as mais diversas esferas da sociedade, envolvendo educação, igualdade, trabalho e saúde, e fundamenta-se na Declaração Universal dos Direitos Humanos, dentre outros tratados.

Desde 2015, a ONU destaca a importância do trabalho voluntário para atingir os objetivos de maneira global. A organização voltou a reforçar o seu posicionamento no  Informe sobre o Estado do Voluntariado no Mundo 2018, lançado pela UN Volunteers em agosto de 2019.

“Os voluntários estão na linha de frente de cada uma das grandes crises e tensões mundiais, respondendo a problemas de todas as dimensões dentro das várias comunidades”, afirma o documento.

Considerando a importância do papel de cada cidadão para promover essa mudança no mundo, destacamos algumas iniciativas e ações voluntárias, alinhadas aos ODS, que podem contribuir com o alcance das metas.

 

O ODS 1 é sobre Erradicação da Pobreza.

1. Erradicação da Pobreza

Objetivo: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Caminhos possíveis: Mobilizar diversos setores para gerar oportunidades de emprego, acesso a serviços básicos, direito à propriedade e controle sobre a terra estão entre as prioridades que esse ODS pretende garantir. Iniciativas como a Habitat e a TETO são exemplos de projetos sociais voltados para a criação de condições dignas de moradia.

 

O ODS 2 é sobre Fome Zero e Agricultura Sustentável.

2. Fome Zero e Agricultura Sustentável

Objetivo: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

Caminhos possíveis: Para além da arrecadação e distribuição de não perecíveis, é possível organizar oficinas que conscientizem as comunidades sobre o desperdício de alimentos e a importância de prestar atenção aos processos da agricultura. Criar hortas comunitárias também é um exemplo de iniciativa que pode contribuir com esse objetivo.

 

O ODS 3 é sobre Saúde e Bem-Estar.

3. Saúde e Bem-Estar

Objetivo: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Caminhos possíveis: Compartilhar informações com outras pessoas que ajudem na conscientização sobre a importância de cuidados com a saúde para a prevenção de doenças. Ajudar a organizar caminhadas e corridas beneficentes, gincanas, práticas de exercícios e oficinas gratuitas à população. Engajar pessoas em campanhas de doações a bancos de sangue e de medula óssea, que podem salvar vidas.

 

O ODS 4 é sobre Educação de Qualidade.

4. Educação de Qualidade

Objetivo: Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Caminhos possíveis: Dar aulas de forma voluntária em escolas e cursinhos comunitários; ensinar um idioma; contribuir com a formação de jovens e educadores ou participar de leitura para crianças estão entre as ações que podem contribuir com a educação inclusiva e com mais oportunidades para todos.

 

O ODS 5 é sobre Igualdade de Gênero.

5. Igualdade de Gênero

Objetivo: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Caminhos possíveis: participar de campanhas de conscientização sobre questões de gênero e direito das mulheres, promover oficinas e capacitações que incentivem a formação ou autoconhecimento. O voluntariado corporativo também pode ter um papel importante para transformar a cultura interna das empresas, promovendo ações lideradas por mulheres.

 

O ODS 6 é sobre Água Potável e Saneamento.

6. Água Potável e Saneamento

Objetivo: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Caminhos possíveis: Envio de água potável para regiões afetadas por crises hídricas e naturais e mutirões de melhorias de infraestrutura em comunidades, são algumas das opções de ações voluntárias. Reunir conhecimentos para pensar em soluções emergenciais de baixo custo também é uma possibilidade.

 

O ODS 7 é sobre Energia Limpa e Acessível.

7. Energia Limpa e Acessível

Objetivo: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Caminhos possíveis: Organizações como a Litro de Luz, reúnem voluntários para levar luz até moradores de comunidades locais que não possuem energia elétrica em suas casas. A partir de uma tecnologia ecologicamente sustentável e econômica, feita de garrafas plásticas e painéis solares, os voluntários transportam energia para as cinco regiões brasileiras.

 

O ODS 8 é sobre Trabalho Decente e Crescimento Econômico.

8.Trabalho decente e crescimento econômico

Objetivo: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

Caminhos possíveis: Promover cursos e palestras sobre empreendedorismo, educação financeira, bem como capacitações gratuitas que ofereçam fontes de renda extra são formas de contribuir. Além disso, mapear e divulgar feiras livres, bazares e locais onde pequenos produtores podem vender seus produtos também facilitam o acesso às oportunidades de emprego.

O ODS 9 é sobre Indústria, Inovação e Infraestrutura.

9. Indústria, inovação e infraestrutura

Objetivo: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

Caminhos possíveis: Empresas também podem agir voluntariamente para a melhoria da indústria, inovação e infraestrutura. Levar mutirões de voluntários para reformar e construir espaços novos em instituições sem recursos ou doar equipamentos tecnológicos para escolas públicas podem contribuir de alguma forma.

 

O ODS 10 é sobre Redução das Desigualdades.

10. Redução das desigualdades

Objetivo: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

Caminhos possíveis: Oferecer oportunidades de acesso ao mercado de trabalho, educação, cultura e saúde já abordadas em outros ODS estão alinhadas com o objetivo de reduzir desigualdades. Investir em inclusão, recepção e adaptação de refugiados, construção de moradias e alimentação de qualidade podem contribuir com as condições básicas de qualidade de vida.

 

O ODS 11 é sobre Cidades e Comunidades Sustentáveis.

11. Cidades e Comunidades Sustentáveis

Objetivo: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Caminhos possíveis: Participar mais das decisões da sua cidade ou entorno. Organizar mutirões de limpeza e cuidar de áreas preservadas pode ajudar a manter sua cidade mais limpa e sustentável. É possível buscar as Associações de Bairro para saber mais sobre os problemas locais e como você pode contribuir.

 

O ODS 12 é sobre Consumo e Produção Responsáveis.

12. Consumo e produção responsáveis

Objetivo: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Caminhos possíveis: Promover bazares de troca de roupas, brinquedos, acessórios e palestras sobre  como consumir de maneira sustentável já é um ótimo começo! Além disso, incentivar a substituição do plástico por canecas ou implementar ações sustentáveis como a coleta seletiva de resíduos é algo que as empresas também podem incorporar.

 

O ODS 13 é sobre Ação contra a Mudança Global do Clima.

13. Ação Contra a Mudança Global do Clima

Objetivo: Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos.

Caminhos possíveis: Educação ambiental é a principal ação voluntária que pode ser realizada nesse sentido. Campanhas sobre uso consciente de energia, atividades lúdicas e pedagógicas para crianças e jovens sobre o impacto do aquecimento global, entre outras. Toda ação que envolva conhecimento sobre o meio ambiente é válida para alcançar esta meta.

 

O ODS 14 é sobre Vida na Água.

14. Vida na água

Objetivo: Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Caminhos possíveis: Como funciona o ecossistema das águas? Essa é uma pergunta importante a ser respondida para garantir a preservação da vida nos oceanos, rios e mares. Levar crianças e jovens para visitar nascentes e estudar o bioma é importante para que eles sintam-se responsáveis pelo uso consciente dos recursos marinhos. Além disso, mutirões de limpeza e conscientização, sobretudo no verão, são fundamentais.

O ODS 15 é sobre Vida Terrestre.

15. Vida Terrestre

Objetivo: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

Caminhos possíveis: Toda oportunidade para se conectar com a natureza. Organizar o plantio e a distribuição de mudas, hortas comunitárias, oficinas de jardinagem, e trilhas ecológicas são maneiras de ajudar e se aproximar da vida terrestre.

 

O ODS 16 é sobre Paz, Justiça e Instituições Eficazes.

16. Paz, Justiça e Instituições eficientes

Objetivo: Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Caminhos possíveis: No Brasil, algumas instituições como Anistia Internacional e a Childhood Brasil, contribuem para conscientização da ética no cotidiano, relacionada a diversas esferas da sociedade. Palestras sobre comunicação não-violenta e oficinas sobre cultura da paz nas escolas e ambientes profissionais também ajudam a ter mais competências para lidar com os desafios do dia a dia.

O ODS 17 é sobre Parcerias e Meios de Implementação.

17. Parcerias e Meios de Implementação

Objetivo: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Caminhos possíveis: A última meta é posta como um meio de garantir condições para que todas as outras se realizem. Isso significa unir sociedade civil, governos e instituições privadas nessa missão.  O voluntariado ganha força neste objetivo quando divulga causas sociais relevantes, mobiliza a população para participar de debates públicos e ajuda a conectar sociedade civil e empresas para pensarem juntas na construção de políticas públicas mais justas e eficazes.

Fundação Telefônica Vivo alinhada com os ODS

Projetos como Aula Digital, Escolas Criativas, Pense Grande e Dia dos Voluntários Telefônica assumem compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU à medida em que contribuem com soluções de acesso a recursos tecnológicos e educação de qualidade, formação continuada, orientação profissional e redução das desigualdades.

O Game do Bem também é uma iniciativa de destaque dentro do Programa de Voluntariado Fundação Telefônica Vivo. O jogo interativo, com missões que envolvem trabalhos voluntários baseados nos ODS, estimula o exercício da cidadania no meio digital por meio da mobilidade urbana, empreendedorismo social, meio ambiente, entre outros.



Deixe uma resposta aqui