Dirigentes municipais discutem principais temas da educação em fórum da Undime

16 de agosto de 2017

 

Dirigentes municipais discutem principais temas da educação em fórum da Undime, que contou com a participação da Fundação Telefônica Vivo

Fórum da Undime: Plano Nacional de Educação foi destaque em encontro de responsáveis pela educação nos municípios do país

Mais de 1.500 pessoas estiveram presentes na cidade de Fortaleza (CE), entre os dias 8 e 11 de agosto, para discutir as principais questões ligadas à educação no país, durante o 16º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O evento, voltado para gestores e técnicos das secretarias municipais de educação, teve como destaque os debates em torno dos desafios de implementação do Plano Nacional de Educação (PNE).

Com vigência até 2024, o PNE é considerado o principal instrumento de planejamento dos rumos da educação brasileira. Aprovado pela Lei 13.005/ 2014, o documento completou três anos em junho, e suas 10 diretrizes, 20 metas e 254 estratégias foram alvos de debates durante o encontro na capital cearense.

Estiveram presentes autoridades públicas, especialistas em educação e representantes de diversas instituições. Os convidados trataram das políticas e programas do governo, além de ações intersetoriais e entraves legais que os municípios enfrentam ao longo das gestões.

Nas salas temáticas, houve painéis sobre a gestão municipal do ponto de vista pedagógico, democrático, administrativo, orçamentário e financeiro.

Estande da Fundação Telefônica apresenta programas de inovação educativa para gestores durante o evento
Estande da Fundação Telefônica apresenta programas de inovação educativa para gestores durante o evento.

 

Boas vindas e trocas de experiência

Foram quatro dias de trocas de boas práticas entre os participantes, intercalados com momentos de descontração, como shows de humor, espetáculos de dança e a presença da Orquestra Filarmônica Estrela da Serra, de Croatá (CE).

O presidente da Undime e dirigente municipal de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, exaltou a participação dos 26 dirigentes de educação e presidentes regionais da entidade e aproveitou o discurso de abertura para reforçar a necessidade de recursos e financiamentos voltados aos municípios.

“Temos muitos desafios pela frente, mas maior ainda é a nossa vontade de enfrentá-los. O município é, por excelência, o órgão da efetivação das politicas públicas, então precisamos nos fortalecer por meio do apoio da União”, destacou o presidente.

A Undime

A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação é a estancia de maior legitimidade no âmbito da política pública educacional brasileira. Fundada em 1986, a instituição não têm fins lucrativos e congrega 100% dos gestores educacionais das 5.570 cidades brasileiras.

Foram quatro dias de trocas de boas práticas entre os participantes, intercalados com momentos de descontração, como shows de humor, espetáculos de dança e a presença da Orquestra Filarmônica Estrela da Serra, de Croatá (CE).

O presidente da Undime e dirigente municipal de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, exaltou a participação dos 26 dirigentes de educação e presidentes regionais da entidade e aproveitou o discurso de abertura para reforçar a necessidade de recursos e financiamentos voltados aos municípios.

“Temos muitos desafios pela frente, mas maior ainda é a nossa vontade de enfrentá-los. O município é, por excelência, o órgão da efetivação das politicas públicas, então precisamos nos fortalecer por meio do apoio da União”, destacou o presidente.

Durante o fórum, foi realizada a eleição dos membros da diretoria executiva e do conselho fiscal da Undime para o biênio 2017-2019. Acesse o site da Undime para ver cobertura completa.

A Fundação Telefônica Vivo, uma das instituições parceiras da Undime, participou do evento pelo segundo ano e foi  representada seu presidente, Americo Mattar. Ele participou da mesa-redonda “Ações Intersetoriais na Promoção do Direito de Aprender”.

Principais debates

O papel dos órgãos de controle no acompanhamento do PNE e a união dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário como aliados da educação foram destaques em uma das mesas-redondas do evento, que contou com a diretora do Movimento Todos Pela Educação, Priscila Cruz, além de representantes do sistema judiciário brasileiro.

“Quando se trata de educação, nosso trabalho é pensado para agregar valor ao PNE e dar transparência para a sociedade do real cumprimento das metas”, afirmou o auditor do Tribunal de Contas da União Jefferson Pinheiro Silva.

Facilitadores gráficos fazem desenho apresentando os principais dados do evento
Facilitadores gráficos fazem desenho apresentando os principais dados do evento

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou em outra mesa e mencionou a importância de promover a integração entre as secretarias de Educação e Saúde. Segundo o ministro, mais de 80% dos municípios brasileiros aderiram ao Programa Saúde na Escola (PSE). “Muitas parcerias podem ser úteis para que as crianças tenham mais saúde e possam aprender melhor”, afirmou.

Representantes das principais fundações e institutos do país também apresentaram seus programas e ações intersetoriais. O presidente da Fundação Telefônica Vivo apontou alguns projetos realizados pela instituição, como a plataforma Escolas Conectadas, que oferece cursos de formação aos professores sem custos para as administrações locais. Após acordo firmado durante o evento, a ferramenta estará disponível para o município de Fortaleza.

“Faz parte do nosso modelo trabalhar com os municípios, estados e o ministério. Apenas vocês são capazes de transformar a educação, mas nós podemos apoiá-los neste processo”, disse Americo Mattar.

Leia também:



Deixe uma resposta aqui