Educadores de Manaus recebem formação sobre gestão inovadora e papel do professor

09 de junho de 2017

 

formação_educadores_manaus_736x341

Oficinas fazem parte do Aula Digital, projeto que leva tecnologia e inovação educativa para 140 escolas públicas do município

Em maio, centenas de educadores de Manaus estiveram reunidos em oficinas para discutir práticas inovadoras de educação. As atividades fazem parte dos primeiros módulos da etapa de formação do Aula Digital, iniciativa da Fundação Telefônica Vivo e Fundación Bancaria “La Caixa” que busca levar educação de qualidade e tecnologia para áreas vulneráveis em diversos locais do mundo.

Manaus é a primeira cidade do Brasil a receber o Aula Digital por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Ao todo, 140 escolas da rede municipal de ensino serão beneficiadas por meio da formação de 700 professores, e cerca de 30 mil estudantes dos primeiros anos do Ensino Fundamental I serão impactados.

Realizadas pelo Instituto Crescer, com apoio da Fundação Vitória Amazônica (FVA), parceiro executor da Fundação Telefônica Vivo na região, as 18 oficinas abordaram as temáticas sobre papel do professor e gestão inovadora e contaram com a presença de professores, coordenadores, diretores e representantes da Secretaria Educação de Manaus.

Já o próximo módulo está programado para acontecer neste mês de junho e tratará sobre espaços diferenciados de aprendizagem. Todos os conteúdos foram baseados na publicação Inova Escola, que debate ideias e boas práticas de como promover transformações em sala de aula.

educadores em sala de aula

 

Desafios e Oportunidades

Os primeiros passos da formação do Aula Digital começam a dar resultados e a participação ativa dos educadores nas oficinas presenciais tornou-se uma oportunidade de troca de experiências e aprendizado.

“Adorei a formação. A condução das oficinas, feita de maneira dinâmica e esclarecedora, e os trabalhos que desenvolvemos entre as equipes foi maravilhoso”, conta um dos educadores participantes.

Para a professora Ildirene, as atividades foram além de uma etapa do programa e a desafiaram a repensar novos modos de estar em sala de aula. “A oficina nos fez refletir sobre nossas próprias práticas e nos ajudará a fazer escolhas certas no futuro”, diz.

Além da formação de educadores, a iniciativa ainda prevê a entrega de equipamentos tecnológicos para uso de atividades educativas, conteúdos pedagógicos digitais e acompanhamento nas escolas.

Leia também:



Deixe uma resposta aqui