Escolas de Viamão recebem formadores do Aula Digital

03 de outubro de 2018

As visitas começaram em agosto e têm como objetivo oferecer atividades e ferramentas para os educadores da rede municipal de ensino

Quatro educadores sentados em volta de uma mesa na escola, assistem a uma projeção de vídeo como parte da formação do Aula Digital nas escolas de Viamão

Há mais de dois meses, o projeto Aula Digital teve início nas escolas de Viamão (RS) com a proposta de fomentar a inovação educativa em toda a rede de ensino municipal. As visitas já começaram e se estenderão ao longo dos próximos meses pelas 56 escolas da rede.

O intuito do projeto  é investir na transformação do processo de aprendizagem através da inovação tecnológica e formação de educadores, envolvendo a escola na reflexão sobre modelos de ensino que dialoguem com a realidade dos alunos.

A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Educação de Viamão  e a Fundação Telefônica Vivo e se propõe a impactar, cerca de 560 educadores e mais de 15.400 estudantes. Dentro desse panorama, estão incluídas escolas inseridas nos mais diversos contextos.

 

Motivação e novos horizontes

A primeira das escolas a receber os encontros formativos foi a EMEF Coracy Prates de Veiga, em agosto. Localizada na zona rural de Viamão, a instituição é gerida pela diretora Simone Geraldo de Souza, que considera os investimentos em infraestrutura e bem-estar dos alunos prioridade máxima.

“Ao mesmo tempo em que esperamos que nossa escola não perca as raízes e continue a valorizar as particularidades da nossa zona rural, queremos que nossos alunos despertem para interagir com o mundo lá fora”, afirma Simone.

Além da evasão, um dos problemas enfrentados pela escola Coracy é a dificuldade de acesso aos recursos tecnológicos que permitiriam dialogar com as necessidades dos estudantes. Por isso, para a diretora que acompanha a instituição há mais de vinte anos, a experiência com o projeto é a oportunidade de ampliar os horizontes de um aprendizado diferenciado.

“O Aula Digital possibilitou um novo olhar para a escola. As palestras nos incentivaram a implantar esse novo desafio na escola e, através das formações, o projeto propõe atividades que motivarão a efetiva presença dos nossos alunos em sala de aula”.

 

Experiências Práticas

Quatro educadores reunidos em grupo fazem uma atividade como parte das formações do Aula Digital nas Escolas de Viamão
Educadores de Viamão(RS) participam de formação

 

Uma das estratégias utilizada pelas dinâmicas formativas foi a aplicação do Canvas, ferramenta comumente utilizada para a elaboração de modelos de negócio. Adaptando o instrumento para propor desafios, a atividade trabalha com os docentes a construção de soluções práticas do dia-a-dia.

A expectativa das instituições com relação ao acompanhamento do Aula Digital é alta, e já começa a apontar caminhos para transformar resultados em prática. Na EMEF Afonso Guerreiro Lima a recepção foi de curiosidade e objetivos compartilhados nesse sentido. Fernanda Bittencourt, coordenadora pedagógica, acrescenta:

“Acredito que o Aula Digital veio para contribuir com o enriquecimento das aulas, pesquisas e autonomia do aluno. Com a ajuda do projeto, espero que os alunos desenvolvam maior capacidade de interagir com o ambiente virtual, permitindo construir conhecimento de diversas formas”.

Para Leandro, educador da instituição desde 2015, a abordagem utilizada pelos encontros foi essencial para que a incorporação das novidades tecnológicas pudesse ser facilmente absorvida pelos docentes.

“O Aula Digital facilita a inserção dos professores no mundo digital. Espero que a forma de transmitir conhecimento para o aluno se aproxime mais da realidade deles, e que assim, possamos ajudá-los a transformar essa informação em conhecimento”, conclui.

Leia também:



Deixe uma resposta aqui