Inclusão Digital, Programaê! e MadCode na Campus Party

06 de fevereiro de 2015
31

Programaê! e a Technovation levam workshop para Campus Party

Cerca de 20 crianças acordaram mais cedo na manhã desta sexta-feira, 6 de fevereiro, para fazer o seu batismo digital na Campus Party, maior evento de tecnologia do mundo. A ação, realizada em conjunto com as crianças e jovens da casa Cristo Redentor, é uma iniciativa dos Voluntários da Fundação Telefônica Vivo em parceria com o Programaê! e a Mad Code, e tem o intuito de fomentar o aprendizado tecnológico através de ferramentas lúdicas, da habilidade em trabalhar em equipe, e desafios construídos entre educadores e alunos.

Curiosos para entender mais sobre tecnologia, os jovens ficaram atentos às orientações e primeiros passos para o desenvolvimento do jogo Angry Birds, que utilizou a plataforma da Hora do Código, um dos projetos apoiados pelo Programaê!, que apresentou às crianças os primeiros passos da programação.  A coordenação e dinâmica da aula foram realizadas pela Mad Code, empresa dedicada ao ensino de tecnologia criativa (incluindo conceitos de ciência, engenharia e matemática) e empreendedorismo para o público kids e teens.

As crianças ficaram entusiasmadas com o jogo: “ Aprender dessa forma é melhor, não parece tão difícil. “, diz um dos participantes da inclusão digital. “A gente sabe mexer no computador, mas nunca parei para pensar em fazer um jogo. Tem que usar lógica e coordenação”, completa. A proposta é que os jovens deixem de gastar tempo na frente da tela do computador sendo meros consumidores, e passem a dominar e usar a tecnologia para criar e implementar suas ideias e sonhos, por meio de uma metodologia de decomposição de sistemas complexos, que constroem soluções e mostram ao aluno que é muito mais simples compreender a linguagem da programação do que se pensa.

A possibilidade de jogar e conhecer novas tecnologias e toda a estrutura do evento trouxe encantamento às crianças. O grupo saiu à caminho da Expo e do espaço central do evento, onde conheceram o Ovni (o cérebro eletrônico da Campus Party),  brincaram  nos jogos disponíveis no stand da Vivo, além de saborearem o sorvete do Programaê!, um dos brindes mais queridos pelos campuseiros.

Com certeza, conhecer esse mundo geek para as crianças foi uma nova experiência e um despertar tecnológico. Um dos adolescentes ainda enfatizou: “Fiquei com vontade de aprender mais, assim parece fácil programar”. A Fundação telefônica Vivo acredita no poder transformador da tecnologia para o mundo, por isso busca caminhos que incentivem a alfabetização digital, e inspirem cada vez mais jovens a usarem esse conhecimento inovador a seu favor.

O post Inclusão Digital, Programaê! e MadCode na Campus Party apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.



Deixe uma resposta aqui