Pense Grande encerra o ano com maratona de apresentação de projetos de impacto social

26 de dezembro de 2016
resumo_pitches_736x341

Relembre os projetos que foram destaque em 2016.

Depois de um ano repleto de experiências e aprendizado, chega ao fim a etapa de Formação da edição 2016 do Pense Grande, programa da Fundação Telefônica Vivo que valoriza iniciativas inovadoras realizadas por jovens de todo Brasil.

Por meio dos eixos de Formação, Mobilização, Apoio e Fortalecimento, o programa incentiva a juventude empreendedora a realizar negócios de impacto social com o apoio da tecnologia.

Na fase de Formação, os jovens se aprofundam no universo empreendedor, conhecendo ferramentas e estratégias para pensar soluções que possam melhorar suas comunidades. Além disso, apresentam seus projetos em pitches (demonstração de até 5 minutos sobre cada iniciativa) para uma bancada composta por organizações e consultores.

Durante os encontros, realizados na região do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, Santarém, no Pará, e na capital paulista, as melhores iniciativas foram premiadas.

Confira um resumo do que aconteceu em cada região.

Imagem mostra um grande grupo de jovens. Alguns estão sentados e outros em pé. Ao fundo, há dois banners. Em um deles se lê “Pitch 2016” e no outro está escrito CEDEDICA.

Vale do Jequitinhonha (MG)

O dia 12 de novembro foi o momento de reconhecer as iniciativas de empreendedorismo social que mais se destacaram no Vale do Jequitinhonha. Durante todo o ano, meninos e meninas das cidades de Almenara, Pedra Azul e Itaobim trabalharam para desenvolver projetos que colaborassem para a melhoria de suas comunidades em diferentes aspectos. Entre os premiados estão a plataforma de anúncio de emprego para músicos Play Job, o projeto de venda de produtos da agricultura familiar Verde Já e o Carroçine, que exibe filmes em espaços públicos.

Imagem mostra grupo de pessoas posando para foto. Um dos jovens segura uma cesta verde e amarela.

Santarém (PA)

No dia 26 de novembro, 54 jovens apresentaram iniciativas inovadoras desenvolvidas em Santarém e Belterra, no Pará. Entre os 22 empreendimentos sociais apresentados no evento, cinco foram premiados: CAFRA, que busca enfrentar o problema do acesso ao mercado consumidor pelos agricultores familiares das comunidades ribeirinhas; o aplicativo Voto Fácil; o projeto de venda de galinhas e ovos caipiras Cocoricó Caipira; a plataforma que tem como propósito auxiliar o cumprimento de metas pessoais Start.Me  e a startup de recadastramento de carteirinhas de estudante Easypass. Inovação, tecnologia, viabilidade financeira e impacto socioambiental foram alguns dos critérios adotados pela equipe.

Imagem mostra grupo de pessoas. Algumas sentadas e outras em pé. Ao fundo há um banner lilás onde se lê a palavra Pitch.

São Paulo (SP)

No evento de apresentação de projetos, jovens universitários apresentaram negócios sociais inovadores realizados no ambiente acadêmico. Entre as iniciativas premiadas na cerimônia promovida nos dias 2 e 3 de dezembro estava o Taxa Exata, startup que busca transparecer o valor a ser recebido pelos comerciários depois de descontadas as taxas dos cartões, e o Caçadores de Dívidas, que prima por criar relações mais simpáticas entre devedores e credores. Também foram reconhecidos projetos desenvolvidos por estudantes do Ensino Médio, como o Vescola, plataforma criada para facilitar a interação entre professores e alunos, e o Sem Vergonha, um aplicativo para ajudar tímidos a se relacionarem.

Os números do eixo de Formação do Pense Grande em 2016

Saiba mais sobre o Programa Pense Grande!



Deixe uma resposta aqui