Legado do Dia dos Voluntários: organização social resgata dignidade de idosos em Santo André (SP)

12 de setembro de 2017
Idoso dança em par com uma voluntária no Dia dos Voluntários

Na terceira reportagem sobre o legado do Dia dos Voluntários, conheça a Nosso Lar, que contou com a colaboração dos voluntários do Grupo Telefônica Vivo na reforma e transformação do espaço

tag_DVTEm 1950, um grupo de amigos preocupados com a situação de risco social e abandono de idosos na cidade de Santo André, localizada na região metropolitana de São Paulo, criou um refúgio especialmente para eles, o Abrigo dos Desamparados. Três anos depois, o espaço passou a se chamar Instituição Assistencial Nosso Lar, ou simplesmente Nosso Lar, como é conhecida hoje, um lugar de acolhida para aqueles que têm tanto a nos ensinar.

Desde então, num trabalho de resgate de dignidade, autoestima e qualidade de vida, o Nosso Lar já foi morada de muitos idosos. No entanto, em 2015, a ONG passava por momentos difíceis, correndo o risco de fechar as portas. Por conta deste cenário, a instituição foi uma das selecionadas para participar do Dia dos Voluntários, da Fundação Telefônica Vivo, em 2015 e 2016. Neste período, a Nosso Lar contou com o apoio de colaboradores do Grupo Telefônica no planejamento e execução de um projeto de voluntariado composto por diversas ações.

Hoje, com capacidade para abrigar até 100 pessoas, 84 idosos moram na instituição, sendo 49 homens e 35 mulheres.

Ações e transformações

box_1303Ainda em 2015, a ONG iniciou um processo de reforma nos banheiros e vestiários organizado por um Comitê de Voluntariado – os voluntários da Telefônica se dividem em comitês regionais, sob o acompanhamento de um líder, que tem como papel coordenar sua equipe e incentivá-la a cumprir metas – , que aplicou para a ação o método Design Thinking uma abordagem prática-criativa para a resolução de problemas. O projeto se concretizou com a equipe de 2016. 

“No total, 185 doadores de uma vaquinha online nos ajudaram com dinheiro para fazer essa reforma. As obras começaram três meses antes do Dia dos Voluntários, que acontece todo mês de outubro. Agora os banheiros estão em outro estado”, conta Roberta Carvalho, líder do Comitê de Voluntariado 2016.

Sueli Freitas, que atua na área administrativa e financeira da Nosso Lar, ressalta a mudança positiva que os novos banheiros trouxeram aos moradores. “No feminino, por exemplo, tínhamos um vaso sanitário e um chuveiro. Depois das ações dos voluntários, são quatro vasos sanitários e quatro chuveiros. Também temos agora um local para a troca de roupas e mais pias. A autoestima deles até melhorou”, conta.

“Receber os voluntários aqui na Nosso Lar trouxe uma alegria muito grande aos idosos. É importante lembrarmos sempre que fazer o bem é a melhor maneira de nos tornarmos pessoas melhores”.

Erivaldo Andrade, presidente da Nosso Lar.

Além dos banheiros, os voluntários colaboraram também em ações de manutenção, como a pintura das fachadas externas, jardinagem e a criação de um espaço para leitura.

Outra iniciativa importante foi a realização de um bazar de roupas e acessórios e de um mercado de utilidades domésticas e móveis usados. Para essas atividades, os voluntários aplicaram uma ferramenta de planejamento estratégico chamada Canvas. Assim, as atividades podem ocorrer de forma organizada, eficiente e constante, garantindo renda e sustentabilidade para a Nosso Lar. “Tivemos ainda uma festa junina e a venda de pizza para público. Os idosos puderam participar e ainda arrecadamos fundos”, completa Sueli.

A Fundação Telefônica Vivo também apoiou a reforma do telhado da instituição, que só foi possível por meio de uma campanha de mobilização de recursos feita com colaboradores no final de 2015.

.

.

Dia dos Voluntários Telefônica

Voluntários pintam muro da ONG Nosso Lar

No último Dia dos Voluntários, em 21 de outubro de 2016, a Nosso Lar recebeu uma verdadeira festa com 250 colaboradores voluntários, que se organizaram em grupos para trabalhar em diversas atividades. Havia salão de cabeleireiro, karaokê, mesas de jogos, atividades de fotografia e até um desfile de modas.

“É um sentimento de realização. Poder ver a felicidade deles não tem preço. Além disso, acredito que essa ação colabora para um crescimento pessoal, nos tornamos melhores quando ajudamos o outro”, conta Roberta, do Comitê de Voluntariado.

Ação que inspira

Além das ações realizadas pelos colaboradores da Fundação Telefônica Vivo, Sueli relata ainda outra novidade muito importante: mais dois banheiros da Nosso Lar receberam financiamento de um doador anônimo.

“Ele decidiu nos presentear com a reforma, pois ficou sabendo das ações que foram realizadas aqui no Dia dos Voluntários. Além disso, recebemos outras doações de bicicletas ergonômicas e telhas para reforma do nosso espaço. Uma ação do bem que gerou outras ações”, conta Sueli.

 

 

Leia também:



2 comentários sobre “Legado do Dia dos Voluntários: organização social resgata dignidade de idosos em Santo André (SP)”

  1. Adriana Aparecida Pereira disse:

    É sempre gratificante esse tipo de trabalho pois é um momento onde há uma troca de conhecimento de experiencia e a gente mais aprende do ensina.

    1. aprendiz disse:

      Olá, cara leitora! Obrigada pelo comentário. Continue nos acompanhando!
      Abraços

Deixe uma resposta aqui