Projeto de voluntariado internacional chega a Curitiba

10 de setembro de 2018

Brasileiros e estrangeiros de Argentina, Chile, Colômbia, Espanha e Venezuela unirão esforços para transformar a Escola Primavera, especializada no atendimento a jovens com deficiência

Pessoa com camiseta do Vaciones Solidarias, projeto de voluntariado internacional, está com as mãos segurando objeto

Um mês depois de ter transformado a vida de uma escola da periferia de Manaus, o  Vacaciones Solidárias chega a Curitiba. Uma das principais inciativas de voluntariado da Fundação Telefônica Vivo, o programa reúne colaboradores de diversos países dispostos a doarem 15 dias de suas férias em prol de ações sociais e educativas.

Os benefícios do Vacaciones Solidárias
Impacto social, transformação pessoal, histórias de vida, multiculturalismo e muitos sentimentos aflorados seguem como marcas do programa Vacaciones Solidárias, que desde 2005 já permitiu a mais de 900 colaboradores voluntários de 25 países viverem uma experiência transformadora!

Na capital paranaense, o Vacaciones Solidárias contará com a participação de 13 voluntários, sendo três brasileiros e dez estrangeiros, vindos de Argentina, Chile, Colômbia, Espanha e Venezuela. A partir de 10 de setembro, eles unirão esforços para transformar a Escola Especializada Primavera, que atende 164 crianças e jovens deficientes.

Como na edição anterior, os voluntários passarão por uma capacitação usando a metodologia do Design Thinking e, em grupos, terão a missão de tornar a escola mais conhecida pela comunidade, pensar em estratégias que melhorem o processo de inclusão dos alunos no mercado de trabalho e proporcionar o acesso a novos conhecimentos e inovação, como programação de software.

“Só de saber que vamos ajudar pessoas com deficiência mental já enche meu coração de alegria e satisfação. Acho que o maior desafio será o cronograma apertado, mas estou confiante”, revela o voluntário brasileiro Jonas Teixeira Barros, analista de suporte a vendas de Brasília (DF).

 

Um trabalho pela inclusão

Pessoa com camiseta do Vaciones Solidarias, projeto de voluntariado internacional, usa tablete ao lado de criança

Além do fortalecimento da escola, o projeto também promove a transformação e a sensibilização do voluntário, proporcionando, através da convivência e da troca de experiências com quem é beneficiado, uma visão mais inclusiva da sociedade.

Lívia Raquel Souza da Cruz, de São Paulo, se inscreveu no Vacaciones Solidárias em busca dessa transformação pessoal. “Precisava dar mais sentido à minha vida e nada como doar aquilo que nos é mais precioso, como tempo, atenção, carinho e alegria”, diz a analista sênior, que acredita no início de um pequeno legado pessoal.

A assistente administrativa Jamilly Cavalcante Herculano completa o time dos brasileiros e conta ter saído pulando de alegria pela empresa quando recebeu a notícia de que havia sido selecionada.

“Doar minhas férias para viver uma experiência engrandecedora como essa é um verdadeiro presente”. Mesmo sabendo das responsabilidades e grandes desafios que devem surgir, ela aposta na união para que tudo dê certo. “Estaremos em uma cidade diferente, convivendo com muitas culturas e trabalhando com crianças e adolescentes. Mas nosso time já está unido e ansioso para realizarmos o projeto”, revela a voluntária de Fortaleza.

Acompanhe a cobertura completa do Vacaciones Solidárias em Curitiba pelo site e também nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram.

 



Deixe uma resposta aqui