Rádio web comunitária mobiliza moradores e voluntários no interior do Pará

13 de fevereiro de 2020

Em meio a um universo cada vez mais digital, a cidade de Marabá, município localizado no sudeste do estado do Pará, encontrou uma forma de inovar na comunicação da região unindo duas plataformas: rádio e internet.

Durante o Dia dos Voluntários 2019, cerca de 70 colaboradores da Telefônica Vivo estiveram na Associação Projeto Semear, que atende crianças e jovens na periferia da cidade paraense, para inaugurar a Rádio Web Semear, uma parceria entre a comunidade da região e os voluntários participantes do programa.

A rádio teve seu primeiro conteúdo transmitido em 19 de outubro e permanece no ar desde então. Na programação, ganham espaço temas como cultura regional, culinária e saúde, além da reprodução de músicas e notícias sobre a região. Os responsáveis por manter a transmissão são os próprios jovens da comunidade atendidos pela Associação, que participaram de dois meses e meio de formação antes de iniciarem as práticas na rádio web.

 

A importância das rádios comunitárias

As rádios comunitárias representam um papel social importante nas comunidades em que são veiculadas, pois dão voz a um grupo de pessoas a partir de seus problemas locais, cultura própria e realidade social. A cidade de Marabá, por exemplo, possuía apenas uma rádio na cidade.

Segundo o artigo O papel social das rádios comunitárias, publicado no Observatório da Imprensa pela jornalista Sara Lemes Perenti Vitor, historicamente, no Brasil, esse tipo de mídia tem sido um canal de expressão popular que, com auxílio de organizações sociais desenvolve um trabalho de informação, educação informal, desenvolvimento cultural e mobilização das pessoas com o objetivo de melhorar nas condições de existência da população impactada.

“O projeto Semear precisava de ações que englobassem a tecnologia. Eles queriam fazer uma rádio há cinco anos e por meio do Dia dos Voluntários, conseguimos fazer e também engajar os jovens da região”, conta Raabe Paiva do Carmo, consultora de relacionamento de loja e embaixadora do comitê de Marabá.

O Dia dos Voluntários é um projeto anual que acontece em 27 países, beneficiando mais de 47 mil pessoas. No Brasil, contou com 8.196 colaboradores da Vivo, que voluntariamente promoveram oficinas, palestras, recreação com foco em tecnologia e ações de zeladoria em 63 instituições do Brasil.

A ONG Semear tinha um projeto para a criação de uma rádio, além de ações ligadas ao ensino de idiomas, alfabetização de jovens e adultos, atendimento de pessoas em situação de rua, entre outras iniciativas em Marabá.

A sugestão de criar uma versão web da rádio, já que uma proposta de transmissão tradicional seria um processo mais demorado, fez com que o projeto permanecesse ativo e tivesse acesso garantido pela comunidade. Os voluntários criaram um endereço online e ONG ainda oferece acesso grátis ao wi-fi para que mais pessoas da região possam ouvir.

Imagem mostra o símbolo de um microfone e ao lado uma frase que diz: confira a rádio web semear

 

Atualmente, a rádio funciona como um meio de entretenimento e informação para a comunidade e pode ser ouvida online de forma gratuita. “A transmissão impacta na rotina dos jovens e moradores da região, pois leva informação, promove interação e um amplo debate sobre temas diversos para toda a comunidade”, afirma o presidente da Associação Projeto Semear, Aílton Souza Dias.

 

Novos horizontes e formações

Durante a criação do projeto, surgiu a ideia de oferecer inscrições online para que moradores da região pudessem se envolver na rádio. Para a surpresa do grupo, houve mais de 300 inscrições e foi preciso promover uma seleção.

“A rádio é uma ferramenta de formação e mudou a vida de muitos jovens que hoje podem se desenvolver por meio dessa mídia. Eles conseguiram ganhar autonomia, estão mais interessados em ler, produzir e compartilhar conteúdos, e têm a oportunidade de estar em um ambiente seguro onde podem se desenvolver”, comenta Raabe.

Ao longo de três meses, os voluntários trabalharam na formação de jovens e demais interessados em fazer parte da web rádio, por meio de aulas práticas e teóricas. Entre as temáticas abordadas estavam o poder da comunicação, criação de conteúdo, oratória, respiração e como a web rádio e a internet podem ser agentes transformadores.

Os jovens aprenderam a manusear equipamentos como mesa de som e ferramentas que possibilitam editar, criar vinhetas e propagandas. “Pessoas que nunca haviam feito nada nesse sentido puderam aprender uma coisa nova e isso gerou um clima de união muito grande ao longo desse período”, garante a embaixadora do Comitê de Marabá.

Para este ano, o objetivo da comunidade é encontrar forma de viabilizar a rádio comercialmente, além de investir em novas formações e conteúdos como podcast, entrevistas, site e aplicativo.

“No decorrer do processo ficamos surpreendidos com a visibilidade e repercussão positiva que deu. A comunidade está muito feliz”, finaliza o presidente do Projeto Semear.

Como montar uma rádio web?

Para criar uma rádio online não é preciso tantos equipamentos quanto seriam necessários para montar uma rádio tradicional. Confira os itens mínimos para criar esse meio de comunicação mais acessível de informação e entretenimento.

Computador ou notebook

Pode ser um computador de mesa (desktop) ou laptop, o importante é que a máquina tenha um bom desempenho.

Conexão com a internet

É um dos elementos principais para que sua rádio funcione bem.

Microfone

Se a programação possui programas que dependem de locução, como entrevistas, interação com os ouvintes e divulgação de notícias, por exemplo, o microfone é uma peça essencial.

Fones de ouvido

Funciona como um retorno para que o radialista escute o áudio do programa que está sendo transmitido. É a melhor maneira de controlar volume da locução, da música e vinhetas.

Mesa de som

Um equipamento opcional, mas que pode ser utilizado para expandir as possibilidades da sua web rádio.

Software de transmissão

Existem diversas opções de software de transmissão disponíveis no mercado, tanto pagas quanto gratuitas. Opções como OddCast v3 ou Butt, são ferramentas gratuitas.

Software de automação

Para transmissão do áudio para a internet é muito importante contar com um programa de automação dedicado. Os softwares são os responsáveis por reproduzir o conteúdo de áudio que será transmitido para a internet.



Deixe uma resposta aqui