Revista Digital busca disseminar projetos de educação inovadores

15 de janeiro de 2019

Programa Inova Escola inspira revista digital que reúne iniciativas inovadoras em educação de professores de Vitória de Santo Antão-PE

Alunos e professores de Vitória do Santo Antão-PE seguram exemplar impresso da Revista Digital, que reúne projetos de educação inovadores de escolas do município

Educadores e estudantes de três escolas do município de Vitória de Santo Antão, no interior do Pernambuco, registraram na Revista Digital nove projetos de educação desenvolvidos durante formação presencial do Inova Escola, programa da Fundação Telefônica Vivo que tem como objetivo a estruturação e o fortalecimento de iniciativas inovadoras de ensino-aprendizagem.

A publicação reúne práticas adotadas ao longo do primeiro semestre de 2018 nas Escolas Municipais Manoel Domingos de Melo, Severino Joaquim Krause Gonçalves e Santa Terezinha do Menino Jesus. Além da Fundação Telefônica Vivo, a Secretaria Municipal de Educação de Vitória de Santo Antão e a CESAR School, escola de inovação de Recife, foram parceiras na elaboração da revista.

Com a sistematização online dos trabalhos, o aprendizado desenvolvido com o programa pode inspirar outros educadores e gestores a pensarem em metodologias inovadoras em sala de aula, além contribuir para que mais escolas conheçam o que tem sido feito na área.

“A revista digital possibilita que o conteúdo criado dentro da formação do Inova Escola atinja outros educadores, estudantes e gestores da educação pública em qualquer lugar do país. Uma escola do Rio Grande do Sul, por exemplo, viu a publicação e demonstrou interesse em conhecer as inovações empregadas nessas instituições”, conta Everton Dias, analista educacional da CESAR School.

Os projetos trabalhados pelas escolas atuam em três eixos: tornar mais lúdico o processo de letramento das crianças a partir de estudos de gêneros musicais, desenvolvido pela EM Manoel Domingos de Melo; um jornal para engajar estudantes e educadores nas atividades curriculares da EM Severino Joaquim Krause Gonçalves; e um museu vivo para contar a história da EM Santa Terezinha do Menino Jesus

As competências para o século XXI e o empoderamento dos alunos foram alguns dos principais ganhos após todo o processo, segundo Marcela Cox, gerente de projetos educacionais da CESAR School.

“Os alunos conseguiam se comunicar melhor, estavam mais articulados e sentiam-se mais capazes de lidar com suas dificuldades. Também foi muito importante ver a troca de conhecimento entre educandos de diferentes séries: alunos do 2° e do 4° anos, por exemplo, trabalhavam juntos, com os mesmos objetivos”, revela a gestora.

 

Além do muro das escolas

Antes da Revista Digital, os projetos em educação desenvolvidos nas três escolas foram apresentados na I Mostra de Boas Práticas de Educação Inovadora e Tecnologia, em agosto de 2018, num shopping do município de Vitória de Santo Antão-PE.
Foi um momento importante para os professores mostrarem, para além da comunidade escolar, tudo o que está sendo feito para melhorar o aprendizado dos alunos e as práticas educacionais nas escolas da região.

“É uma oportunidade de disseminar as boas práticas em inovação para outras escolas, principalmente para as que não passaram pela formação do Inova Escola. Tudo o que foi desenvolvido pelos educandos e educadores foi feito com equipamentos e materiais de baixo custo. Isso mostra que é possível, sim, inovar com aquilo que encontramos no dia-a-dia”, aponta Marcela Cox.

O coordenador do Núcleo de Tecnologia Municipal da Secretaria de Educação de Vitória de Santo Antão, Helon Rocha, destaca também a contribuição dos alunos ao lado dos professores na apresentação dos projetos e como isso auxilia para que se tornem cada vez mais protagonistas no processo de aprendizagem.

“O formato tradicional de aula já não é suficiente. Quando os professores trabalham por meio de metodologias novas, como as baseadas em projetos e vivências, o aprendizado é muito mais consolidado”, considera Helon Rocha.

Participaram da programação cerca de 1.000 pessoas, entre alunos, educadores e gestores municipais. E vem mais em 2019! Além da parceria para realização da Mostra, a Fundação Telefônica Vivo continuará unindo forças com seus parceiros executores para lançar o 4º volume da Revista Digital, destacando os resultados finais de projetos de educação a partir de formações do Inova Escola.

 



Deixe uma resposta aqui