Semana Global do Empreendedorismo reúne eventos em todo o país

06 de novembro de 2018

Com programação em todas as regiões, a edição brasileira é a maior do evento, que também ocorre em outros 169 países

Imagem ilustra a Semana Global do Empreendedorismo e mostra grupo de quatro jovens olhando para post its colados em uma parede transparente

Fortalecer e divulgar a cultura empreendedora, além de conectar, capacitar e inspirar pessoas: são essas as metas da Semana Global do Empreendedorismo (SGE), que ocorre de 5 a 9 de novembro, em quase 5.000 municípios em todo o Brasil. São mais de 480 mil vagas em eventos, muitos deles gratuitos, sobre planejamento, formalização, gestão e atendimento para quem quer dar o pontapé inicial em seus negócios ou aperfeiçoá-los.

Durante a semana, palestras, oficinas, aulas e feiras de exposições podem inspirar e capacitar empreendedores sociais de todas as idades, espalhados de norte a sul do Brasil e que estão em diferentes etapas na jornada empreendedora. A programação conta com atividades voltadas para temas como empreendedorismo social, inovação, inspiração, sustentabilidade e entre outros.

O Brasil recebe a maior edição entre os 170 países em que a Semana Global do Empreendedorismo é realizada. Nos últimos três anos, cerca de 10 mil atividades foram oferecidas e mais de 2,5 milhões de pessoas impactadas de forma direta.

A pluralidade de temáticas da Semana Global do Empreendedorismo:
Empreendedorismo social: 189 atividades
Empreendedorismo feminino: 63 atividades
Inovação: 331 atividades
Inspiração: 253 atividades
Sustentabilidade: 63 atividades

 

Enio Pinto, especialista em empreendedorismo do Sebrae, entidade líder do comitê organizador da SGE, conta a seguir sobre o cenário brasileiro quando o tema é empreender. Ele também fala sobre a importância dos empreendimentos sociais como possibilidade de transformação da realidade brasileira e dá dicas para quem quer tirar uma ideia do papel:

 

A Semana Global do Empreendedorismo no Brasil é a maior do mundo. O que faz com que o Brasil tenha tamanho destaque dentro de um evento que ocorre também em cerca de outros 169 países?

Enio Pinto: A Semana Global do Empreendedorismo no Brasil é a maior em todos os critérios: quantidade de eventos, parceiros, pessoas atingidas. O Brasil tem um ecossistema empreendedor muito rico, interessante e plural. Em alguns locais, teremos mais de um tipo de programação ao longo da semana, o que faz com que sejam mais de 4.000 eventos programados para a SGE só a partir de iniciativas do Sebrae – isso sem contar outras instituições parceiras que também inscrevem suas atividades.

O ecossistema empreendedor no Brasil permite que tenhamos um volume de eventos que poucos países têm, mesmo entre aqueles que têm realidades parecidas com a nossa. A diferença, além do apoio ao empreendedorismo, é que temos uma capilaridade muito grande, mesmo estando num país de dimensões continentais.

 

Como é realizado o trabalho que permite com que quase 480 mil pessoas participem da Semana Global do Empreendedorismo?

Enio Pinto: Em todos os lugares onde ela ocorre existe um comitê de entidades que trabalham com a questão do empreendedorismo. Aqui no Brasil são nove entidades: a Aliança Empreendedora, Anjos do Brasil, Artemisia, Anprotec, Brasil Júnior, CONAJE, JA Brasil, Endeavor Brasil e o Sebrae, que é a entidade líder. Também temos o apoio de cerca de 5.000 parceiros que ajudam a organizar os mais de 4.000 eventos que a SGE vai oferecer por todo o país.

 

Recorte de eventos da Semana Global do Empreendedorismo, por região:
Sudeste: São Paulo – 860 eventos
Sul: Paraná – 476 eventos
Nordeste: Pernambuco – 238 eventos
Centro-Oeste: Distrito Federal – 174 eventos
Norte: Roraima – 151 eventos

Entre as temáticas abordadas durante a SGE, tem espaço relevante a questão do empreendedorismo social, também abordado em outros eventos. Qual é a importância de discutir e fomentar os negócios sociais?

Enio Pinto: Hoje, os jovens da geração millenial ou Y não querem mais montar negócios só para ter um negócio. Não querem só ganhar dinheiro. Querem montar negócios para também trazer impacto social para o cliente. A geração millenial pensa mais ou menos assim: quero empreender, mas quero que isso faça sentido para os outros também. Eles têm foco no ter, mas também no ser, o que é muito positivo.

 

Qual o conselho mais importante para os jovens que desejam ser empreendedores sociais ou que estão trilhando a jornada empreendedora há pouco tempo?

 

Enio Pinto: Pode ser que soe como um conselho meio romântico, mas empreender sempre foi um embate entre o ser e o ter. Alguns empreendedores começam focados em ter rentabilidade, lucro e retorno financeiro. Na verdade, isso é uma consequência, um desdobramento de você definir sua atuação mais no ser. Na luta entre o ser e o ter, faça sua opção pelo ser!

Quando falo ser, é estar focado na realização, na plenitude e na satisfação pessoal. Ao fazer aquilo com o que eu me identifico, vou ser inovador, comprometido e engajado. E aí a questão do ter, do sucesso financeiro, vai ser uma consequência. Aqueles que se focam mais no ser, tem uma possibilidade de ter mais concreta.

 

Veja uma seleção dos eventos da Semana Global de Empreendedorismo:

Começar bem – Empreendedorismo

Data: 07/11/2018

Local: Sebrae São José dos Campos – São Paulo

Informações: 0800 570 0800

Número de vagas: 28

Realização: Sebrae São José dos Campos

Objetivo: Oficina que possibilita que futuros empresários conheçam as características de empreendimentos sociais

 

Pitch

Data: 08/11/2018
Local: Rua Duarte de Azevedo, 280 – Santana, São Paulo (SP)

Informações: 0800 570 0800

Número de vagas: 50

Objetivo: Oficina demonstra na prática como preparar um pitch ou um elevator pitch. 

 

1º Encontro de negócios de impacto social

Data: 12/11/2018 – 14/11/2018
Horário: 08:30 às 19:00

Local: Unisinos Porto Alegre – Rio Grande do Sul, Porto Alegre

Número de vagas: 100
Realização: Sebrae RS e Unisinos

Objetivo: discutir e estimular um novo jeito de fazer negócios, mais saudável, com menos competição.

Informações: (51) 3216-5255

 

Empreendedorismo e Desenvolvimento Local

Data: 22/11/2018

Horário: 20h30 às 23h30

Local: Casa da Cultura – Rua Silvio Belígni – Marilândia do Sul (PR)

Informações: (43) 98808-4534

Número de vagas: 30

Realização: Sebrae

Objetivo: Como transformar sua ideia em um negócio que, além de gerar renda própria, pode ajudar no desenvolvimento de seu município?

 

Você pode acessar a programação completa no site da Semana Global de Empreendedorismo.

 



Deixe uma resposta aqui