Voluntário une a vizinhança e leva melhorias para o bairro onde mora

09 de abril de 2018

Iniciativa de Zacarias de Jesus já deu frutos como a melhoria na segurança e a conservação de uma praça

De camiseta laranja, Zacarias aparece com os braços levantados ao lado de outras pessoas voluntárias

Quem passa pela Avenida Domênico Martinelli, no bairro Jardim Esther Yolanda, zona oeste de São Paulo, pode se surpreender com uma pequena praça que mais parece uma floresta, graças às árvores altas e à vegetação rasteira e variada. Mas o verde que hoje enche os olhos era, há pouco mais de dois anos, um cenário bem diferente. O voluntariado fez a diferença.

A praça estava tomada por entulhos de todo tipo, lixo espalhado, resquício de drogas deixadas por usuários que ocupavam o local, além de ratos e oferendas religiosas. A transformação veio graças à iniciativa de Zacarias Andrade de Jesus, de 46 anos, que reside na rua que faz esquina com a praça. Ele é gerente de relacionamento de pós-vendas da Telefônica Vivo e faz parte do comitê do Programa de Voluntariado.

Pelo grupo de Whatsapp que montou com outros moradores do bairro, ele convocou, no fim de 2015, um mutirão de limpeza que deu nova vida ao local. Mobilizados, Zacarias e os moradores continuaram zelando pelo espaço, que hoje recebe a visita frequente de um jardineiro, ganhou holofotes de iluminação e placas sinalizando a proibição do lixo.

“A prefeitura vem aqui e só varre a calçada e a sarjeta. Se eles não cuidam da praça, a gente tem que cuidar, e cobrar”, diz o voluntário. Amante da natureza, Zacarias anda com frequência pelo bairro apreciando árvores e fotografando flores. Quando vê alguém jogando lixo onde não deve, logo chama a atenção.

Para facilitar o trabalho de conscientização, criou o grupo de facebook Jd. Esther – Um bairro melhor para todos, que também usa para fazer denúncias. “Eu filmo mato alto, fotografo entulho espalhado e mando tudo para o subprefeito do Butantã”, relata.

Denúncias e reclamações sobre problemas vistos na cidade de São Paulo também podem ser feitas pelo canal 156, da Prefeitura.

Para a moradora Valnete Martins Penuela, que ocupa a mesma casa desde 1989, a transformação da praça foi fundamental. “Ela ficava aí abandonada, era muito perigosa. Eu já tive até vontade de sair do bairro por causa disso”, conta.

 

Voluntário une a vizinhança

Zacarias de pé, usa camiseta branca e bermuda
Sem entulhos ou ratos.
Graças a mutirão organizado
por Zacarias, a praça
ganhou nova vida

Após a mobilização pela segurança no grupo, que tem mais de 60 moradores, câmeras foram instaladas nas ruas, assim como pequenas placas que avisam que o bairro está sendo vigiado.

“Eu acho o Zacarias um líder sensacional. Ele teve a iniciativa de unir os vizinhos e isso é muito importante para a gente que mora em casa. Um ajuda a cuidar do outro”, diz a moradora Doralice Quidim, que já teve a casa assaltada. 

E para além da segurança, o grupo na rede social também ajuda a resolver conflitos de forma mais diplomática e ajudou a criar laços de amizade entre pessoas que mal se falavam. “Nosso vizinho é a pessoa mais próxima da gente fisicamente, mais do que nossa família. Por que não promover a união?”, questiona Zacarias.

 

Programa de Voluntariado

Zacarias está no Programa de Voluntariado da Fundação Telefônica Vivo há dez anos. Em 2009, participou pela primeira vez do Dia dos Voluntários. Em 2015, já integrava o comitê de voluntariado de São Paulo. Assim, o trabalho voluntário foi além das atividades da empresa.

A partir daí, todos os anos ele participa de projetos em ONGs e já ajudou a fazer um pouco de tudo, como construção de rampas de acessibilidade, limpeza, pintura e fabricação de móveis. “Gosto de participar porque amo lidar com pessoas, e isso me ajuda muito com meu trabalho também”, diz Zacarias.

Seja no programa, seja em seu bairro, ele não perde a oportunidade de espalhar solidariedade por aí. “Quando conseguimos envolver as pessoas do nosso lado, as boas ações vão se multiplicando”.



Deixe uma resposta aqui