Escolas Conectadas

A Fundação Telefônica Vivo incentiva a formação a distância para educadores por meio do projeto Escolas Conectadas. O projeto, que teve início em 2015, promove a inserção dos educadores na cultura digital e estimula o desenvolvimento de competências do século XXI nos alunos, por meio da prática de metodologias inovadoras de ensino.

Os cursos têm foco na prática e na troca de experiência entre educadores. Com carga horária de 15, 20 e 40 horas, oferecem certificação por instituições de ensino superior reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC), com experiência em formação de professores: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS) e do Instituto Singularidades.

Infográfico mostra dados do projeto Escolas Conectadas

Pensados cuidadosamente para contemplar as demandas do cenário educacional brasileiro, os cursos se propõem a fortalecer não somente educadores, mas escolas e gestores enquanto agentes de transformação da educação, além de motivar instituições a testarem novos modelos e práticas inovadoras de aprendizagem.

Nossa atuação

Voltados para a formação de professores da rede pública brasileira, temos duas frentes de atuação no projeto Escolas Conectadas:

Turmas abertas: oferecidas a qualquer educador, independentemente da disciplina ou nível de experiência. É preciso apenas ter acesso a computador e à internet e realizar o cadastro na plataforma. Acesse o site escolasconectadas.org.br e inscreva-se.

Turmas exclusivas: oferecidas para secretarias de educação que queiram incluir nossos cursos em seus programas de formação de professores.

Confira o depoimento de alguns professores:
escolas_conectadas_depoimento1

“Foi um suporte maravilhoso no meu trabalho como coordenadora pedagógica, porque ali tenho a possibilidade de suprir carências e dificuldades que encontramos em sala de aula. Quando me deparo com alguma dificuldade na escola, tenho a opção de me aprofundar nos cursos para poder ajudar o professor”.

Marines Moreira, coordenadora pedagógica – Poá (SP)

 

escolas_conectadas_depoimento2

“Paulo Freire falava que até o nosso dia final somos aprendizes. E quando as instituições acreditam e investem nisso, fica muito mais fácil, muito mais justo porque dá oportunidade a todos acessarem. Temos com quem contextualizar assuntos, com uma rede a nosso favor. Ter acesso a esse conteúdo é transformador.”

Camila Stefanelli, professora – São Paulo (SP)




Notícias


Acervo


Projetos



Pense Grande

O Pense Grande é um programa de difusão da cultura do empreendedorismo […]



Inova Escola

Em linha com os desafios da atualidade para o desenvolvimento de uma […]



Escolas Rurais Conectadas

Atualmente, existem cerca de 67 mil escolas públicas do campo distribuídas nos […]