Laboratórios

escolas_rurais_conectadas_ABA4

Nossos laboratórios são escolas que experimentam o uso de novas tecnologias em diferentes formatos e contextos educacionais. Para garantir diversidade de contexto, selecionamos um município da região Sul – Viamão (RS) – e outro na região Nordeste – Santo Antão (PE) – e foram estruturadas as primeiras escolas 100% conectadas dessas regiões, que fazem parte do conjunto de escolas inovadoras com que trabalhamos.

As duas escolas laboratório: Zeferino Lopes de Castro  e Manoel info_VIAMAO_valeDomingos de Melo aplicam a metodologia do projeto Escolas Inovadoras voltada para o contexto rural em que se localizam. Além do uso da tecnologia, também se destacam por adotarem metodologias disruptivas em suas práticas pedagógicas.

Escola Municipal de Ensino Fundamental Zeferino Lopes de Castro

A EMEF Zeferino Lopes de Castro fica a 25 km de Porto Alegre, no município de Viamão, Rio Grande do Sul e recebe o apoio da Fundação Telefônica Vivo em parceria com a Prefeitura de Viamão e a Secretaria Municipal de Educação.

O projeto trouxe conexão à escola e garantiu um device para que cada um dos 145 alunos e dos 12 professores pudessem concluir seus projetos inovadores. Por meio do Escolas Rurais Conectadas, apoiamos o desenvolvimento dos estudantes nas competências do século XXI, como colaboração, criatividade, robótica e programação e outras.

Escola Municipal Manoel Domingos de Melo

info_STO ANTAO_vale3Localizada no município de Santo Antão (PE), a Escola Manoel Domingos de Melo começou inovando a partir da implementação da metodologia Ilhas do Saber, um circuito de aprendizagem organizado em cinco eixos (Medição Docente, Leitura, Escrita, Game e Produção Autoral) visitados por grupos de alunos em etapas de aprendizagem diferentes.

A experiência foi testada na Unidade Escolar Constância Maranhão e nas escolas municipais Jaime Vasconcelos Beltrão, Manoel Domingos de Melo e Zair Pinto do Rego a fim de impulsionar práticas inovadoras e atuar com classes multisseriadas (turmas de diversas idades e níveis aprendendo no mesmo ambiente).

Em 2016, foi implantado um laboratório com conexão na escola, e distribuídos tablets e notebooks para uso individual e coletivo de alunos e professores. O corpo docente recebe formação em inovação pedagógica, utilizando a robótica como ferramenta. Assim, o uso da tecnologia digital e de outras práticas inovadoras favorece a gestão da sala de aula, além de transformar as relações entre alunos e professores.




Notícias

    


Acervo




Projetos



Plinks

O Plinks é uma plataforma de aprendizagem lúdica-digital, criada para estimular alunos […]



Conheça o projeto Escolas que Inovam

As escolas EMEF Desembargador Amorim Lima e EMEF Campos Salles são pioneiras […]